23 de abr de 2012

Vitória da Conquista: Água já é mais cara do que gasolina

Diante da grave seca que atinge a Bahia e com o esvaziamento cada vez mais das barragens, comerciantes de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado, já vendem água mineral mais cara do que gasolina. O preço do litro da água chega a R$ 3,50 – o que corresponde a um aumento de 250% em relação aos R$ 0,99 habituais. Já o litro do combustível é vendido, em média, por R$ 2,77. Na zona rural, lavradores gastam até R$ 120 por um carregamento de água salobra no reservatório. Terceiro município mais populoso da Bahia, Vitória da Conquista é abastecida pelas barragens I e II de Água Fria, cujas capacidades estão em 30% do total. Segundo reportagem do jornal Tarde, tal quantidade de água é suficiente para abastecer a cidade por apenas mais 60 dias. O nível das barragens baixa aproximadamente 30 centímetros a cada três dias.

15 de jan de 2012

Nióbio – A riqueza que o Brasil despreza

O nióbio, símbolo químico Nb, é muito empregado na produção de ligas de aço destinadas ao fabrico de tubos para condução de líquidos. Como curiosidade, o nome nióbio deriva da deusa grega Níobe que era filha de Tântalo que foi responsável pelo nome de outro elemento químico, tântalo.
O nióbio é dotado de elasticidade e flexibilidade que permitem ser moldável. Estas características oferecem inúmeras aplicações em alguns tipos de aços inoxidáveis e ligas de metais não ferrosos destinados a fabricação de tubulações para o transporte de água e petróleo a longas distâncias por ser um poderoso agente anti-corrosivo, resistente aos ácidos mais agressivos, como os naftênicos.
Inúmeras são as aplicações do nióbio, indo desde as envolvidas com artigos de beleza, como as destinadas à produção de jóias, até o emprego em indústrias nucleares. Na indústria aeronáutica, é empregado na produção de motores de aviões a jato, e equipamentos de foguetes, devido a sua alta resistência a combustão. São tantas as potencialidades do nióbio que a baixas temperaturas se converte em supercondutor.

O elemento nióbio recebeu inicialmente o nome de “colúmbio”, dado por seu descobridor Charles Hatchett, em 1801. Não é encontrado livre no ambiente, mas, como niobita (columbita). O Brasil com reserva de mais de 97%, em Catalão e Araxá, é o maior produtor mundial de nióbio e o consumo mundial é de aproximadamente 37.000 toneladas anuais do minério totalmente brasileiro.

A questão do nióbio é tão vergonhosa que na realidade o mundo todo consome l00% do nióbio brasileiro, sendo que os dados oficiais registram como exportação somente 40%. Anos e anos de subfaturamento tem acumulado um prejuízo para o país de bilhões e bilhões de dólares anuais.
 
Ronaldo Schlichting, no seu artigo publicado, ressalta que “no cassino das finanças internacionais o jogo da moda é chamado de ‘mico preto’, cujo perdedor será aquele que ao fim do carteado ficar com a carta do mico denominada “dólar”.

Devido à incompetência do governo brasileiro e do ministro da Fazenda, quem ficou com o mico preto foi o povo brasileiro, o papel pintado, falso, sem valor, chamado de dólar.
 
O que está ocorrendo é que o Brasil está vendendo todas as suas riquezas de qualquer jeito e recebendo o pagamento em moeda podre, sem qualquer valor, ficando caracterizada uma traição ao país e ao povo brasileiro.

8 de ago de 2011

Eduardo Costa é detido após agredir Coronel da PM



O cantor Eduardo Costa foi detido, na noite desse domingo (7), ao agredir fisicamente um coronel da PM na cidade de Sete Lagoas – MG, após se apresentar na “ExpoSete”.

Logo que encerrou seu show, o cantor foi ao camarim de Paula Fernandes, outra atração da noite. Ao sair do camarim, em uma passagem estreita, o cantor se desentendeu com um segurança de Paula que já havia se desentendido com a equipe de Eduardo.

O cantor e o segurança começaram a trocar socos, quando outras pessoas chegaram para separar os dois. Entre essas pessoas, estava um coronel da PM, que acabou sendo agredido também pelo cantor.

Eduardo recebeu voz de prisão e os policiais militares o encaminharam ao posto policial montado dentro da festa. Após feito o boletim de ocorrência, o cantor foi levado à delegacia, prestou depoimento e foi liberado meia hora depois (por volta das 3h da manhã).

A PM não algemou o cantor, pois não julgou necessário. O boletim de ocorrência foi feito dentro de uma van em frente ao posto da polícia, para evitar tumulto com os fãs.

6 de ago de 2011


Em entrevista ao programa Fala Ipiaú, o ex prefeito de Itagibá, Léo Quadros diz que tem tentado ficar fora da política: ‘ É muito difícil, hoje temos muitos amigos e companheiros de trabalho que buscam saber o que faremos no ano que vem”, disse ele.Para quem já exerceu cargo público, a dificuldade em ficar fora do processo é maior quando se recebe o incentivo de antigos correligionários. A respeito disso, corre até informação de bastidores de que Léo estaria buscando respaldo por parte de antigos adversários políticos no município:” A gente sabe o carinho que temos pela nossa comunidade. Devo me filiar a um novo partido em setembro e teremos uma discussão. A partir de abril e maio deveremos ter um novo posicionamento em relação ao pleito de 2012″ , afirmou ele, pela primeira vez falando sobre o assunto em um programa de rádio desde que se afastou da vida pública há sete anos.
Fonte: Ipiaú On Line

4 de ago de 2011

Municipios Baianos têm aumento de 17,5% nas exportação

Vários municípios baianos elevaram as vendas externas durante o primeiro semestre deste ano. O conjunto dos municípios, considerando o critério de empresas com domicílio fiscal no estado, teve incremento de 17,5%. Com vendas totais de US$ 4,9 bilhões em seis meses, a Bahia teve alta de 18,4% na comparação com o mesmo período de 2010.

De acordo com análise da Coordenação de Acompanhamento Conjuntural da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), os municípios de Itagibá, Vitória da Conquista, Dias D’ávila e Luís Eduardo Magalhães registraram as maiores altas. Camaçari, São Francisco do Conde e Mucuri seguem na liderança entre os maiores municípios exportadores. Em Itagibá, as exportações passaram de US$ 76 mil, no primeiro semestre de 2010, para US$ 34,2 milhões, no mesmo período de 2011. O crescimento foi de mais de 45.000%, por conta das vendas externas de níquel feitas pela Mirabela Mineração, que iniciou este ano o embarque do produto extraído da mina no município, sendo embarcadas, no semestre, 12 mil toneladas.

Depois de Itagibá, seguem Vitória da Conquista, com incremento de 83% (café, calçados e confecções), Dias D’ávila (75% – catodos e fios de cobre), Luís Eduardo Magalhães (65% – soja, algodão e mamão), Jacobina (64% – ouro), Salvador (64% – tubos plásticos, consumo de bordo, produtos químicos) e Correntina (59% – soja e algodão).

Em relação ao destino das exportações, a Holanda é o país que mais compra produtos de empresas soteropolitanas, com alta de 75% na comparação com 2010. Argentina, Estados Unidos, Venezuela, México e França seguem na lista. Por blocos econômicos, a União Europeia comprou US$ 35,2 milhões de produtos vindos de Salvador, o que corresponde a 42% do total das vendas da capital e alta de 78,7% no comparativo com primeiro semestre de 2010.
Fonte e foto Gente e Mercado

3 de ago de 2011

Japumerim: Situação da rua Maria Brito é de descaso


Moradores da rua Maria Brito no bairro Damião Maçena /Japumerim – distrito de Itagiba estão solicitando uma maior atenção do Prefeito Gilson Fonseca, em se tratando de resolver o problema da falta de calçamento naquela localidade. Eles reclamam e externam o sentimento de esquecimento que estão sendo vítimas, pois a atual gestão deixa transparecer que não se importa com os problemas da comunidade.
O morador “Antonio Souza” declarou a nossa redação que o distrito Japumerim tem quatro vereadores na Câmara Municipal de Itagibá, mas, que até o momento não visualizou nenhuma ação dos ditos edils, que venham beneficiar a comunidade.
Vale salientar que JAPUMERIM é um dos distritos mais ricos do Brasil, pois em seu solo está a maior jazida de níquel/minério da America Latina, e 3ª maior do mundo, com isso, o município aumentou consideravelmente sua arrecadação, através dos repasse de ISSQN (Impostos sobre Serviços de Qualquer Natureza) e compensações ambientais. Toda via, se houvesse planejamento e um pouquinho de interesse dos administradores, Japumerim já estaria totalmente calçado. As fotos por si só demonstram a situação de descaso. Vereadores; Administradores do Distrito e prefeito Gilson vamos trabalhar. [Ipiaú hoje]

Em itagibá tem:

Dia: 13/08
Horas: 19 horas
Local: Praça Tote Lomanto

US$ 1 bi a mais numa mina de níquel na Bahia

Ao adquirir uma pequena mina no interior da Bahia, um grupo de investidores australianos depara-se com a maior descoberta de níquel dos últimos 20 anos no país.
A prospecção, no entanto, não havia avançado por uma questão de custos — no caso da Mirabela, estimava-se que os gastos com pesquisa poderiam facilmente superar 120 milhões de reais. "Para não arcar com isso, os governos repassam o restante da pesquisa à iniciativa privada", diz Paulo Camillo, presidente do Instituto Brasileiro de Mineração.
"A CBPM até imaginava que a Santa Rita poderia dispor de um volume muito maior de minério do que os 18 milhões de toneladas encontradas nos estudos iniciais, mas não tinha embasamento técnico para ter certeza. E gigantes como a Vale e a CSN acharam o projeto pequeno e não se interessaram."
Em vista disso, o governo baiano sugeriu que os australianos fizessem a prospecção por conta própria. Em troca, levariam a mina sem desembolsar nada pela jazida — apenas pagando royalties pelo minério.
Antes de realizar seu primeiro embarque, em 2009, a Mirabela já estava com toda a sua produção comprometida até 2014 em contratos fechados com a Votorantim e a finlandesa Norilsk, de cerca de 2 bilhões de dólares. "Vamos dobrar a produção até o final do ano que vem", diz Luis Carlos Nepomuceno, presidente da empresa. "A Mirabela tem muito espaço para crescer."

5 de ago de 2009

ITAGIBÁ 51 ANOS DE HISTÓRIA.

Histórico de Itagibá

Inicialmente habitada por índios e desbravada pelo Sr. Martins Ribeiro, em 1927, Distampina (assim chamada por ser um lugar aberto e destampado), pertenceu sucessivamente a Boa Nova, Itacaré e Ubaitaba e novamente Boa Nova.
Distampina apesar de ter sido uma vila pacata, era morada de cangaceiros (bandoleiros que viviam sob tutela dos coronéis), mas com a revolução de 1930, os cangaceiros foram desarmados, pondo fim ao cangaço.
Como Distrito de Boa Nova, pertenceu durante 12 anos, com o nome de Distampina, até que, em 1947, o então prefeito interventor Dr. Odorico Mota Silveira, mudou o nome de Distampina para Itagibá, que na língua tupi-guarani significa Pedra forte, ou seja, Pedra dura.
Com a mudança de nome, Itagibá começou a crescer e com o crescimento, veio o sonho de sua autonomia política. Sob a liderança dos Srs. José Carlos de Almeida, Juvenal Almeida Sampaio, Dermival Luzia Santos, Mário J. Alves, Osmar Costa Almeida. Foi encaminhado um memorial abaixo assinado aos deputados: Josapha Marinho, Osvaldo Pinto de Carvalho e Osias Maron, pedindo a Emancipação de Itagibá.
A luta não parou e políticos influentes como os Srs. Hélio Vaz de Quadros, Clovis Marrocos de Moraes e Walter Lomanto que eram vereadores nesse Distrito, representando Boa Nova, encaminharam o Projeto de Emancipação para a Câmara de Vereadores daquela cidade, onde fora aprovado por maioria de votos e sancionada pelo prefeito Sr. Landualdo Magalhães Silveira.
Aprovado o Projeto pela Câmara de Vereadores de Boa Nova, foi encaminhado para a Assembléia Legislativa do Estado da Bahia, sendo apresentado e defendido pelo Deputado Lomanto Júnior. Finalmente, em 14 de agosto de 1958, por força da Lei Estadual nº 1.020, sancionada e promulgada pelo então Governador do Estado da Bahia, Dr. Antonio Balbino. Itagibá atingiu o seu objetivo maior, sua Emancipação Política, tornando realidade o sonho do povo itagibense. Assim em 12 de abril de 1959, instala-se o 1º Governo Municipal de Itagibá, tendo como prefeito eleito pelo povo, o Profº José Fernandes, aos 26 anos de idade.
Como pioneiro em suas respectivas profissões, destacaram no passado: Dr. Noé Bonfim, 1º médico, Srª Noêmia Bonfim, 1ª professora formada, Sr. Licurgo Meira de Brito Lobo, 1º professor leigo da Zona Urbana, Srª Célia Carvalho Almeida, 1ª professora leiga da Zona Urbana, Srº Timóteo Marcolino da Silva, 1º professor leigo da Zona Rural, Srª Jocelísia de Almeida Fernandes, 2ª professora formada. O 1º padre que serviu a comunidade foi o Padre Fileto e o 1º da paróquia foi o padre Emanuel Ranchella Passionista, Srª Adilina Maria de Jesus (Mãe Dilina) parteira.
Em 16 de julho de 1967, foi criada a Comarca de 1ª Entrância de Itagibá, sendo o Dr. Almir Augusto Vieira, seu 1º Juiz de Direito, Drª Cibele Almeida, 1ª Promotora de Justiça, Drª Hilda de Sá Philadelpho, 1ª Advogada.
Em 14 de agosto de 1996, a Comarca de Itagibá foi elevada para 2ª Entrância, graças aos esforços do Juiz de direito Dr. Wolney de Azevedo Perrucho Júnior e dos políticos locais.

Localização.
O Município de Itagibá está localizado na Meso-Região Sul Baiana, na Micro-Região Ilhéus-Itabuna. Possui uma área de 831 Km2, tendo como Povoados Tapiragi e Acaraci e o Distrito de Japomirim. Limita-se ao Norte com os Municípios de Aiquara e Ipiau, ao Sul Dário Meira e Ibicuí, ao Leste Gongogi e a Oeste Itagi.

População.
16.272 habitantes, distribuídos entre a Zona Urbana e Zona Rural. (CENSO 2007).

Economia.
É baseada na pecuária e agricultura, principalmente na criação de gado bovino, na mineração e na monocultura de cacau, em menor escala, há culturas de subsistência como a mandioca, o milho e o feijão.

Comércio.
É composto por alguns supermercados e várias casas comerciais, um Banco Postal Bradesco, um Posto da Caixa Econômica Federal e uma Agência do Banco do Brasil; Indústrias manufatureiras, como a fabricação de móveis, tijolos, telhas e pequenos laticínios, etc...

Relevo.
Seus acidentes geográficos são formados pelas serras: do Leite, do Acará, do Palhão, do Cais, dos Parentes, da Preguiça e ondulações.

Clima.
Tropical quente e úmido, com índice pluviométrico em média de 1.100 mm ano e umidade relativa do ar 70% a 85%.

Vegetação.
Devido ao desmatamento, transformou-se em uma vegetação de pequenas matas, pastagens, cacaueiros e capoeiras.

Hidrografia.
É formada pelos Rios: de Contas, Gongogi, Preguiça, Acará, Onça, do Peixe e seus afluentes.

CURIOSIDADES:

A 1ª escola foi a Rui Barbosa e funcionava no mesmo local da Câmara de Vereadores;
A 1ª rua calçada foi a Dário Meira (com pedra rústica);
A 1ª Sede da Prefeitura Municipal foi na Praça Duque de Caxias, onde atualmente funciona a Secretaria de Educação;
A 1ª Igreja Católica foi construída por Major Durval Hollenwerge e a Comunidade, no mesmo local da atual;
A 1ª farmácia pertenceu a Dr. Oscar, dentista prático;
A 1ª Praça de Itagibá foi a Praça da Jaqueira, hoje Praça Rui Barbosa;
O 1º Posto Médico foi na rua Medeiros Neto, onde hoje é o pelotão da Polícia Militar;
O 1º campo de futebol foi na baixa do matadouro;
O 1º Pastor da Igreja Batista, foi o Sr. José Nunes Oliveira de Freitas;
O 1º Juiz de Paz foi o Sr.Martinho Tamandaré;
O 1º escrivão foi o Sr. Mário J. Alves;
O 1º Presidente da Câmara de Vereadores foi Dr. Raimundo Bastos Barreto;
O 1º sapateiro foi mestre Paulo;
Quando não se tinha transporte motorizado as correspondências eram levadas a Ipiaú pelo Sr. João Francisco dos Santos (conhecido como Dudu Correio), que ia montado;
O transporte era feito através de tropas e a 1ª rancharia pertenceu ao Sr. Olavo Defensor;
A casa residencial mais antiga ainda existe, é a do Sr.Vade e está localizada na Praça Padre Emanuel;
Sr. José Vaz de Quadros, um dos fundadores da CNEC (Campanha Nacional de Escola da Comunidade, 1963 a 2000);
Os vereadores com maior número de mandatos foram: Dr. Raimundo Bastos Barreto, 4 vezes; Sr. Homero da Mata Santos 4 vezes; Sr. João Couto 5 vezes e o Sr. Hélio Vaz de Quadros que foi eleito 9 vezes sendo 7 vezes para a Câmara Municipal, 1 vez Vice-Prefeito e 1 vez Prefeito.

HINO DE ITAGIBÁ

Letra e Música: Dr. Florêncio Pinto Argolo
Arranjo: Profº Francisco de Paula Lima

I
BEM DE MANHÃ DESPERTAM OS PASSARINHOS
QUE CANTAM O HINO DESDE A MADRUGADA
E O ARVOREDO GUARDIÃO DOS NINHOS
REGE O CONCERTO FELIZ A PASSARADA

II
ITAGIBÁ, ITAGIBÁ, ITAGIBÁ QUE NOME DOCE
DE FALAR
ITAGIBÁ, ITAGIBÁ, ITAGIBÁ QUE É TERRA BOA PRA MORAR

III
A TARDE QUANDO TANGE A VENTANIA
BALANÇA O CAPINZAL DAQUELA SERRA
MEU CORAÇÃO ENTOA A MELODIA
DO GRANDE AMOR QUE TENHO A MINHA TERRA

IV
ITAGIBÁ, ITAGIBÁ, ITAGIBÁ QUE NOME DOCE
DE FALAR
ITAGIBÁ, ITAGIBÁ, ITAGIBÁ QUE É TERRA BOA PRA MORAR

PRIMEIRA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES
DE ITAGIBÁ, INSTALADA EM 12 DE ABRIL DE 1959


Dr। Raimundo Bastos Barreto – presidente (Médico)
Sr. Mário J. Alves – vice-presidente (Escrivão)
Sr. Lourival Freire da Conceição – 1º secretário (Agricultor)
Sr. Hélio Vaz de Quadros – 2º secretário (Comerciante)
Sr. Alípio Rocha Passos (Func. Público Municipal)
Sr. Fernando Neves da Silva (Escrivão)
Sr. João Olegário de Souza (Agricultor)
Sr. Maurílio Carvalho Pedra (Comerciante)

PREFEITOS DO MUNICÍPIO DE ITAGIBÁ

ANO PREFEITOS VICE- PREFEITOS
1959 - 1962 Profº José Fernandes - Não tinha
1963 - 1966 Sr. Hélio Vaz de Quadros - Não tinha
1967 - 1970 Profº José Fernandes - Não tinha
1971 - 1972 Profº Israel Marcolino da Silva - Não tinha
1973 - 1976 Sr. Raimundo Santiago de Souza - Não tinha
1977 - 1982 Profº José Fernandes - Sr. Hélio Vaz de Quadros
1983 - 1988 Sr. Raimundo Santiago de Souza - Dr. Aurélio Vaz de Quadros
1989 - 1992 Dr. Gilson Manoel Fonseca - Sr. Ednaldo Macena Santos
1993 - 1996 Dr. Aurélio Vaz de Quadros - Sr. Gabriel Moreira dos S. Filho
1997 - 2000 Dr. Gilson Manoel Fonseca - Sr. Ednaldo Macena Santos
2001 - 2004 Dr. Aurélio Vaz de Quadros - Sr. Raimundo Santiago de Souza
2005 - 2008 Dr. Gilson Manoel Fonseca - Dr. Irenio Lino dos Santos Filho
2009 - 2012 Dr. Gilson Manoel Fonseca - Dr. Irenio Lino dos Santos Filho

PRESIDENTES DE CÂMARA DO MUNICÍPIO DE ITAGIBÁ,
ATÉ O SEU CINQÜENTENÁRIO
1. Raimundo Bastos Barreto
2. Mário J. Alves
3. Israel Marcolino da Silva
4. José Amado de Freitas
5. Fernando Neves da Silva
6. Hélio Vaz de Quadros
7. José Landualdo Almeida e Silva
8. Edmundo Medrado Aguiar e Silva
9. Marinho Fagundes Muniz
10. Quintiliano Cardoso
11. Homero da Mata Santos
12. Jocélio Dias Rodrigues
13. Maria de Lourdes dos Santos Macena
14. Rosivaldo Santos Pereira
15. Joaquim Vieira dos Santos
16. João de Jesus Aragão
17. Luiz Augusto Ribeiro Fonseca
18. Joelson de Souza Novaes

Política.Registra-se a existência de vários partidos políticos, dentre os quais destacamos: PP, PTB, PMDB, PDT, PT, PSB, PTN, PSC, PSDB, PV, PMN, PTC, PTdoB, PRP, PCdoB, PR, DEM, PSL.

4 de ago de 2009

Cansei

video